SAAE

Postado no dia: 16/12/19
Saae de Itabirito busca a tecnologia para aumentar a eficiência dos serviços

A Autarquia tem investido no desenvolvimento de novas tecnologias para aumentar a eficiência nos serviços de saneamento básico.

Saae de Itabirito busca a tecnologia para aumentar a eficiência dos serviços

Marcelo Braga no CCO que ele ajudou a criar

O Serviço de Saneamento Básico (Saae) de Itabirito tem investido no desenvolvimento constante de novas tecnologias para aumentar a eficiência nos serviços de saneamento básico.

Com redes de distribuição complexas a redução de perdas, a ampliação de ofertas e a redução de custos exigem soluções criativas e inovadoras.

Partindo desse princípio, a atual diretoria do Saae criou em 2017 um Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDT), responsável por desenvolver desde softwares até hardwares, visando o aumento da eficiência dos serviços em saneamento.

O chefe de Setor do CDT, Marcelo Braga, conta que os projetos desenvolvidos pela área, alguns já implantados e outros ainda em fase de protótipo tem trazido ótimos resultados no dia a dia da autarquia.

Ele cita o aplicativo iSaneamento para controle de ordens de serviços internas como execução de pareceres, conserto de computadores e fluxo de documentos. “Desenvolvemos até equipamentos como um piezômetro, cujo sensor, mede a altura e a profundidade da água referente ao solo”, contou.

O iSaneamento esta disponível na loja de aplicativos da Google play, para realizar a instalação basta procurar pelo “iSaneamento7”, e criar um usuário após a instalação.

Marcelo também aponta também como destaque o desenvolvimento de um sistema de Telemetria para medir níveis dos reservatórios de água e elevatórias de esgoto em tempo real.

“Nossos servidores não tinham acesso direto aos níveis dos reservatórios e isso dificultava os trabalhos, agora é possível acompanhar a situação das estações de forma minuciosa e minuto a minuto”, contou.

Um produto, que foi motivo de orgulho para o CDT foi o Datalogger, um equipamento responsável por armazenar dados sobre a pressão da rede de água. Ele permite controlar a pressão da rede de forma precisa, identificando o comportamento da vazão noturna, um indicador para detectar vazamentos com mais precisão.

Marcelo explica que a intenção do CDT é melhorar processos e acabar com a dependência de tecnologias externas de custo elevado. Ele conta que muitas vezes, a equipe se vale da engenhosidade, utilizando sucata para conseguir soluções adaptadas à realidade da Autarquia.

Os analistas sistemas Marcos Maia e Mateus Marques completam a equipe do CDT do Saae de Itabirito.