SAAE

Postado no dia: 20/09/19
Saae de Itabirito alerta sobre descarte de resíduos na rede de esgoto

O uso de vasos sanitários e galerias como lixeira é uma das principais causas de obstruções na tubulação da rede de esgoto

Saae de Itabirito alerta sobre descarte de resíduos na rede de esgoto

Equipe da ETE retira bomba danificada por causa de lixo

O Serviço Autônomo de Saneamento Básico (SAAE) de Itabirito alerta que o uso de caixas de esgotos, vasos sanitários e galerias como lixeira é uma das principais causas de obstruções na tubulação da rede coletora de esgoto. Essa prática não é recomendável e traz constantes prejuízos para a autarquia, além de inúmeros transtornos à população.

Após realizar manutenção e melhorias na rede, a equipe da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) tem identificado resíduos que não deveriam estar no sistema de coleta, como plásticos, calcinhas, cuecas, preservativos, panos, pedaços de madeira, entulho de construção e óleo de cozinha.

O descarte incorreto de lixo e resíduos sólidos na rede de esgoto é responsável por quebrar bombas, causar entupimentos e mau cheiro. Esse mau hábito provoca também o retorno do esgoto para dentro dos imóveis e compromete a eficiência do serviço do SAAE.

A necessidade de desobstruções acaba afetando diretamente no custo de manutenção das redes, pois o lixo indevido jogado no esgoto acaba obstruindo o que seria levado até a Estação de Tratamento.

"Infelizmente temos presenciado além do material comum aos esgotos, detritos que interceptam o fluxo da água, causando a obstrução e prejudicando a operação da rede", explica o chefe da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), Raphael Silva.

Dessa forma, Raphael solicita a colaboração de todos para evitar entupimentos e rompimento da rede coletora. Ele acredita que com consciência, boa vontade e pequenas ações, é possível manter o sistema sem problemas.

“Os moradores devem ficar mais atentos aos materiais descartados no esgoto, que tem a função de coletar água suja e não objetos que devem ser descartados no lixo, nunca em ralos ou vasos sanitários”, finaliza Raphael.

 
Não deve ir para a rede de esgoto:

·         água da chuva;

·         papéis e panos;

·         restos de comida;

·         óleo de cozinha;

·         cigarros;

·         plásticos;

·         fraldas, absorventes e preservativos;

·         outros objetos que possam entupir o encanamento.